“Yawar Mallku – O sangue do condor”, Jorge Sanjinés (Bolivia, 1969)

0
886

Um longa metragem atuado em língua materna por indígenas autênticos onde se reflexiona sobre a marginalidade e a opressão na que são submetidos os povos nativos. O filme apresenta uma denúncia aberta aos Corpos de Paz de Estados Unidos por esterilizar as mulheres indígenas. Na vida real ao pouco tempo da exibição do filme, e em plena Guerra Fria, os Corpos de Paz foram expulsados de Bolívia. Isto é cine político, revolucionário e independente em seu estado mais puro e radical.