Swami B.A. Paramadvaiti inspirador do ativismo pela Mãe Terra

0 61

Swami B.A. Paramadvaiti, líder ativista pela Mãe Terra

B.A. Paramadvaiti

Swami B.A. Paramadvaiti (BAP) é autor, mestre espiritual e ambientalista. Um dos principais ativistas do Pacto Mundial Consciente, mundialmente reconhecido por ter dedicado sua vida desde muito jovem à luta para diminuir a influência do materialismo que leva à exploração excessiva de todos os seres vivos. Seu trabalho se expandiu para mais de 20 países do mundo, já que sua intensa determinação o levou a se mover de um lado a outro do planeta, incansavelmente, procurando entusiasmar a mais e mais pessoas, inspirando a criação de comunidades ecológicas como Eco Yoga Aldeias e outros projetos que possuem como objetivo principal diminuir o sofrimento da Mãe Terra, dos animais e de todos os seres vivos em geral.

Nascido na Alemanha pós guerra, em 1953, desde muito jovem tinha uma forte inclinação para questionar o comportamento absurdo dos seres humanos no mundo. Com a idade de doze anos ele já havia lido a obra de Marx e publicava panfletos que protestavam contra a inconsciência da raça humana, o que o levou a ser expulso da escola. Com 17 anos, se uniu à missão de Srila A.C. Bhaktivedanta Swami, um monge Vaishnava da Índia, que viajou pelo mundo 14 vezes deixando plantada uma semente que floresceu ainda mais no trabalho de Srila B.A. Paramadvaiti Swami (BAP).

Seu contato com a espiritualidade da Índia o levou a entender que o mundo deve mudar de dentro para fora, e não o contrário, como muitos dos movimentos sociais ainda propõem. Sentindo-se extremamente comprometido, ele decidiu dar sua vida completamente ao serviço desse ideal. Então com apenas 24 anos, ele aceitou a sagrada ordem de renúncia conhecida como Sannyasa, assumindo que sua principal tarefa na vida seria despertar a consciência da humanidade.

Em cada país que chega, inspira e dirige projetos ecológicos e humanitários. Da Índia à América do Sul milhares de pessoas se juntaram a este ideal, empreendendo a luta para mudar suas próprias vidas, para serem seres que aliviam e protegem a Mãe Terra e a vida harmoniosa no planeta. Algumas de suas obras mais reconhecidas são:

Ele é o fundador da rede Eco Yoga Village , uma rede de ecovilas que atualmente totalizam cerca de 67 fazendas ecológicas, onde o vegetarianismo, a agricultura orgânica, a vida simples e o pensamento elevado são praticados e divulgados como o lema principal.

Fundador da Universidade de Sabedoria Ancestral (UDSA), dedicada a promover o conhecimento tradicional das culturas nativas de todo o mundo, cujos valores fundamentais são, na prática, uma solução para a loucura do atual mundo materialista.

Principal idealizador da Revolução da Colher, movimento ativista presente especialmente na América do Sul, mas com atividades também em outros continentes, dedicado à propagação do vegetarianismo como um ato fundamental para superar a crise ambiental (e outras) da atualidade .

Ele também dirigiu a distribuição de centenas de milhares de livros que promovem o vegetarianismo, o cultivo e o consumo de produtos orgânicos, a recuperação do conhecimento ancestral e outras questões que aliviam o planeta, para o qual criou a editora SEVA, há mais de 25 anos (Serviço Editorial dos Vaishnavas Acharyas), dedicada à publicação de livros e materiais cujo principal objetivo é despertar a consciência da humanidade em relação a essas questões.

Seu trabalho humanitário também é amplo, criando comunidades urbanas (mais de 200 atualmente) para a prática de valores espirituais, a proteção das mulheres, que são ensinadas as técnicas para sustentar sua família de forma digna, a base de organizações caritativas e/ou sociais, como a Casa da Sabedoria, a Rede de Médicos Conscientes, entre outros

Seu trabalho com o PMC

BAP é um representante do Pacto Mundial Consciente onde quer que vá. Em qualquer lugar do planeta incentiva a proteção dos rios sagrados de todos os continentes, a recuperação da sabedoria ancestral, a prática do vegetarianismo para salvar o planeta e convida a que mais pessoas se juntem às causas que o PMC promove em todo o mundo.